Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Vale tudo para impor respeitinho

 

 

Vai um Maio, mano, que não é maduro como canta(va) o Zeca, mas imprevisível, sorumbático, histérico, e arbitrário. Falo do tempo mas também da governação destes dias, cada vez mais obcecada por um único objectivo: servir os( grandes) interesses de quem puxa os cordelinhos aos partidos do bloco central dos interesses.

E a correr nesta pista a “esquerda moderna”, que é como se auto-intitula a facção do PS no Poder quer provar, furiosamente, que é melhor que o gémeo PSD. Vai daí as constantes ultrapassagens pela direita e os estridentes aplausos da Direita. Nesta corrida furiosa vale tudo para impor respeitinho, até a delação. Qualquer dia estamos temos de nos referir ao PS, como “o radioso partido que nos governa” e ao Secretário Geral como o “Grande e Querido Líder”.

Mano, qualquer semelhança deste PS “moderno” e o PS que nos prometeram é mais difícil que ganhar o euromilhões.

 

 

publicado por João de Mello Alvim às 11:00

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A Julinha lá foi.

. Não sr. Primeiro Ministro...

. Mas isto que interessa ao...

. Lembras-te do Vital de Co...

. A versão da "esquerda mod...

. O crime não compensa?

. O que o sr. Almeida vê ao...

. As castas

. Vale tudo para impor resp...

. Entre o hospital e a casa...

.arquivos

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Maio 2007

. Junho 2006

. Setembro 2005

. Junho 2005

. Abril 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Julho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds