Sábado, 8 de Maio de 2004

Dizem-me que estavas aí, poucos dias antes de seguires em frente, até à foz.

Severino17.jpg


Dizem-me que estavas aí, poucos dias antes de seguires em frente, até à foz.
Acredito.
Vejo-te nos olhos a doce despedida e um cansaço tão grande, tão grande, que não tinhas onde o arrumar.
Compreendo.
Há olhares que valem mais que um livro de viagens.
(E o teu relógio,com o mostrador queimado pelo tempo, onde bate agora?)

_______________________________________________________ Jó
publicado por João de Mello Alvim às 21:57

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 2 de Abril de 2005 às 13:38
Não pude estar presente na despedida deste mundo do nosso admirável e excêntrico amigo Severino. Tomei conhecimento pelo Jornal dos Carvalhos, alguns meses depois. Tive momentos de prazer com os teus comentários e definições filosóficas, ainda nos tempos do Colégio dos Carvalhos.
Táe sempre grande amigo. Naõ tens quem te substituaAlfeu Santos
</a>
(mailto:alfasantos@sapo.pt)

Comentar post